BLOG MONTELONGO
Olhares para Fafe
30
Jun 18

Opinião de Pedro Magalhães no seu Facebook:

A menos de dez dias do inicio das Festividades da “Salvé Nobre Padroeira” das Terras de Montelongo foi conhecido, finalmente, o oficioso, que segundo o dicionário “sem carácter oficial mas por obséquio”, cartaz das Festas do Concelho, ou talvez festas do Município (uma vez que é notória a gigante mancha – ainda que não desgoste da sua tonalidade- com a logo marca da Câmara Municipal.

O nosso concelho é rico nas suas tradições e nas suas gentes, se não vejamos: quantas Associações Culturais e Recreativas existem pelas nossas freguesias? Quantos Grupos Corais, Escuteiros, Bombos e Associações Desportivas existem? Já pararam para pensar na quantidade de festas que abrilhantam os céus de Fafe nos meses de Junho a Setembro? Já pensaram na quantidade de pessoas que voluntariamente se associam à promoção da sua freguesia e das suas festas? Pois é… e as Festas do Concelho quem envolvem?

No último fim-de-semana estive em Braga no S. João e foi notório (e não é de agora) a envolvência de todos! Os bracarenses vivem e sentem a maior festa do ano e porquê? Porque não são meros espetadores. Há pais, filhos, avós e netos envolvidos na Comissão de Festas S. João de Braga. E quem diz Braga, diz a Festa das Cruzes em Barcelos, as Festas de S. José na Póvoa de Lanhoso e aqui bem perto as Gualterianas em Guimarães. Organizar as Festas do Concelho em Fafe é um obséquio, quase que cumprir calendário, ou até mesmo “para inglês ver”. Há muito que defendo a abertura da organização à sociedade civil e às suas Associações numa estreita colaboração com o Município e as Juntas de Freguesia.

36284757_10155358145512260_4023784512629506048_n.j

 

Da forma para o conteúdo…
Um programa apático! A gestão dos dinheiros públicos é algo que deve ser sensível a todos e não poderia deixar de relembrar a campanha municipalizada que aconteceu no ano anterior. Tais atos devem ser condenáveis e merecem ser desmascarados a todos os fafenses.

(mas passando essa parte à frente)

Um programa sem alma, sem espirito de festa… valha-nos a devoção a Nossa Senhora de Antime para afogar as mágoas. Já pensaram no que seria envolver as Associações, a Câmara, o Arciprestado de Fafe, as Juntas e todos os fafenses? Será assim uma visão tão utópica? Porquê apenas o Rancho Folclórico de Fafe, a Câmara e (uma coisa que ainda não percebi muito bem, mas se calhar ando distraído) chamada posição NEUTRA.
Fafe teve, ainda que breve, um momento de envolvência chamado “Fafe dos Brasileiros” (grande prof. Carlos Afonso), mas à boa maneira da gestão de quem nos governa, acabou sendo MUNICIPALIZADA e o resultado foi o que todos sabemos. Este é um tema que a todos diz respeito e não devemos ficar indiferentes a tais factos!

Já agora… que bela iluminação! Que bom termos tantas bandas e jovens fafenses nos palcos! Que bom haver envolvência e um equilíbrio entre gerações. Esperemos que pelo menos a Praça 25 de Abril já esteja pronta para ouvirmos “deixem passar o andor”, mas levem resguardos para o sol, acabaram com as sombras! Mas deixem lá, temos Fafe às cores 😀
#somostodosbombos #festasmunicipais #acordafafe #meninosàvoltadafogueira

Boa noite.

 



publicado por blogmontelongo às 18:00
pesquisar neste blog
 
Contacto
blogmontelongo@sapo.pt
comentários recentes
e na Trofa, também!
Obrigada "h" pela atenção. Já se corrigiu o erro.
Seria importante que as escolas não encerrassem an...
http://www.scoop.it/t/explore-minho/p/4024462499/2...
Da me a ideia que o senhor anda fugido de fafe. Ma...
Realmente a ligação à ruralidade tem vindo a perde...
Certíssimo caro Luís. Não há nenhuma relação com n...
Daquilo que me apercebi é que este novo blog "roub...
Bom dia AlbertoA minha ideia e manter o blog plura...
Eu faço parte daqueles, que no Verão passado se in...



Mensagens
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Farmácia de Serivço



blogs SAPO