BLOG MONTELONGO
Olhares para Fafe
03
Ago 16

Opinião de Jesus Martinho publicado na sua página do Facebook:

 

Santo Ovídio é o mais antigo lugar da cidade de Fafe com uma história de dois milénios. É, também, um potencial turístico latente, através do seu monte "sagrado", que continua a esconder as ruínas de um povoado castrejo quase ignorado pelas tutelas do património.

Em 2005 o lugar saiu do anonimato por via da activação de uma associação Recreativa e Cultural. Durante mais de uma década esta colectividade devolveu a Santo Ovídio o brilho e a boa reputação de outrora, desenvolvendo dezenas de iniciativas, que nem sempre encontram o eco que merecem junto daqueles que se assumem comunicadores da terra, jornalistas cujos critérios noticiosos nem sempre se compreendem.

Santo Ovídio Fafe jornalismo

Apenas como exemplo, lembro a recente cobertura da "Festa da Lua Cheia" em S. Miguel do Monte, com a maior concentração de repórteres por metro quadrado, a contrastar com o arranque do único Festival Rock do concelho, ocorrido ontem, sexta-feira, 29 de Julho... Em noite que não foi de lua cheia, os repórteres não apareceram!

Não sabiam? Esqueceram? Não deu jeito?

Não quero, sequer, pensar em qualquer outra circunstancia para estas notadas ausências...

Contudo, o Festival "Santo Rock", atingiu a sua 6ª edição consecutiva, está cada vez mais forte e recomenda-se vivamente!

Lamento o "esquecimento"... este e outros, convicto que os órgãos de informação locais darão o merecido destaque ao evento, aproveitando a segunda e ultima noite do Festival para fazerem as suas reportagens.

Por agora, digo aos informadores do burgo, que "à mulher de César não basta ser honesta, tem de parecer honesta"!

publicado por blogmontelongo às 18:00
06
Mai 15

Opinião de Elsa Lima, directora do jornal Notícias de Fafe:

 

O jornalismo está em crise, muito por culpa da crise.

E dou apenas um exemplo, por ser recente entre muitos que poderia aqui citar, a propósito das comemorações do 25 de Abril em Fafe. Como habitualmente, o Município promoveu a sessão solene evocativa da efeméride. Rapidamente, e muito bem, o Gabinete de Comunicação, enviou para as redacções dos jornais informação, em forma de notícia, sobre a iniciativa, dando naturalmente destaque ao discurso do presidente que aproveitou a ocasião para falar do trabalho que tem sido relaizado pelo executivo, que tem por base as pessoas. Os outros discursos, dos líderes dos partidos políticos com assento na AM, foram simplesmente omitidos, ou reduzidos à frase "todos falaram da importância da data para Portugal e para os portugueses". O que é certo que no dia seguinte, este texto surgiu com destaque nas páginas da imprensa da região, intacto, inclusive com os títulos escolhidos pelos assessores, assinado como tendo sido produzido pela redacção. E agora pergunto eu. Isto é jornalismo? Isto é isenção?

O problema é que, exemplos destes, que são infelizmente frequentes, fazem que depois uns sejam vistos como 'amigalhaços' e outros como 'os tipos chatos' que fazem jornalismo a sério e são apelidados como sendo da oposição. Não, somos pela informação plural. Esta é a nossa forma de isenção. É assim que celebramos Abril.

Já agora, a propósito do exemplo citado, consultem as páginas 10 e 11 que dão eco de todos os discursos proferidos na sessão.

Cdm.jpg

 

publicado por blogmontelongo às 18:00
pesquisar neste blog
 
Contacto
blogmontelongo@sapo.pt
comentários recentes
morar num prédio é lixo!!! leva-se com todos os ba...
e na Trofa, também!
Obrigada "h" pela atenção. Já se corrigiu o erro.
Seria importante que as escolas não encerrassem an...
http://www.scoop.it/t/explore-minho/p/4024462499/2...
Da me a ideia que o senhor anda fugido de fafe. Ma...
Realmente a ligação à ruralidade tem vindo a perde...
Certíssimo caro Luís. Não há nenhuma relação com n...
Daquilo que me apercebi é que este novo blog "roub...
Bom dia AlbertoA minha ideia e manter o blog plura...
Mensagens
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Farmácia de Serivço

blogs SAPO