BLOG MONTELONGO
Olhares para Fafe
24
Fev 16

Opinião de Jorge Costa, Presidente do PSD Fafe, em entrevista na FafeTV:

 

Nós quisemos implementar uma nova energia dentro do partido, dentro destas quatro paredes, e também uma nova energia junto da população, na forma como nós transmitimos as nossas ideias e também na forma como nós nos aproximamos das pessoas. Passados que estão quase estes 2 anos posso dizer, com muita segurança, que conseguimos implementar essa nova energia no PSD de Fafe.

Eu acho que, de facto, consegui reunir um conjunto de pessoas que demonstraram uma disponibilidade muito forte em fazer algo diferente pelo nosso concelho e, necessariamente, pelo PSD também. Foi essa energia, essa dinâmica e esse querer dessas mulheres e destes homens que se juntaram  ao projecto que na minha opinião, fizeram com que muitos outros, que estavam afastados do PSD, se viessem juntando.

Jorge Costa PSD Fafe

Nós focamo-nos, em primeira instância, em organizar o partido, nomeadamente em  aumentar a filiação, refiliar alguns dos militantes que ao longo do tempo tinham perdido essa relação e depois, e esta foi a nossa prioridade, trabalhar e atacar as freguesias. Posso dizer hoje com segurança que o PSD e as pessoas que rodeiam o PSD conseguiram implementar, num grande número de freguesias, grupos de trabalho que poderiam com enorme facilidade ser candidatos às Juntas de Freguesia, se assim o entendêssemos. Estamos claramente mais organizados e preparados para os desafios que se auguram apresentar no curto prazo.

 

Foram umas eleições autárquicas muito disputadas, com 3 candidatos muito fortes. Quando o tema da coligação surgiu em cima da mesa, quer eu, quer muitos militantes do PSD e a população em geral, sentiram com alguma estranheza a apresentação desta coligação. O PSD assimilou os resultados que os fafenses lhe quiserem atribuir, assumiu a sua responsabilidade e disponibilizou-se para participar num projecto que é liderado pelo Dr. Raul Cunha. Parece-me que as coisas funcionaram com bastante estabilidade. É uma coligação que é contra-natura mas que tinha de existir para salvaguardar os interesses e a exequibilidade dos projectos que Fafe tinha, que eram muitos. Se entrássemos aqui numa quezília política púnhamos em segundo lugar aquilo que seria o interesse de Fafe, em prol dos interesses partidários.

 

Nos últimos 3 actos eleitorais, em Fafe verificou-se uma situação nova. O PSD de Fafe conseguiu somar mais que aquilo que somamos a nível nacional. Isto tem de trazer para os dirigentes políticos do PSD em Fafe uma responsabilidade acrescida. No próximo acto eleitoral, as pessoas que assumirem esta candidatura terão a responsabilidade de demonstrarem aos fafenses aquilo por que são melhores. E nesta medida, a oportunidade de estarmos na Câmara Municipal, ao fim de 33 anos, permite que tenhamos um veículo de demonstração para as pessoas de que efectivamente nós temos capacidade de trabalho, temos ideias que são inovadoras, que temos ideias que permitem com que Fafe progrida.

Estão reunidos todos os ingredientes para nós, com muita dedicação, com muita humildade, lutarmos para podermos aspirar a governar nos próximos 4 anos a Câmara Municipal de Fafe. Eu acho que hoje é um objectivo muito realista.

Seria muito estranho que o nosso líder na vereação do executivo da autarquia não se apresentasse no próximo acto eleitoral.

publicado por blogmontelongo às 18:00
25
Jul 15

Opinião de Jorge Costa, líder do PSD/Fafe no jornal Notícias de Fafe:

 

Este período teve condições atípicas. Primeiro, o facto de estarmos pela primeira vez a governar Fafe em coligação, o que por si só o torna um facto atípico até para a própria forma como se faz política em Fafe e isso teve também influência na nossa gestão. Depois, este ano e meio permitiu ao PSD fazer uma reorganização interna que era necessária. Este é uma equipa que tem um conjunto de gente nova que rompe um pouco com a forma de fazer política no passado e acho que estamos mais próximos das freguesias. Tem sido essa a nossa prioridade. Quisemos uma reorganização quer da metodologia que o PSD tinha no passado, onde só olhava para as freguesias em períodos próximos das eleições autárquicas e agora queremos fazer isto de forma contínua. Não sei se tem a ver com o facto de estarmos em coligação na Câmara mas as coisas têm sido mais fáceis do que no passado.

Quisemos demonstrar essa nova genica porque nós estávamos muito distantes da população com a forma de actuar e acho que isso mudou.

11666293_654249098044009_6712387237535024492_n.jpg

O facto de o PSD estar nesta coligação permitiu duas coisas muito importantes. Primeiro, demonstrar aos fafenses que o PSD tem capacidade de trabalho. Nós simbolizamos uma mudança neste executivo municipal as aqui, para ser justo, não só a entrada dos dois vereadores do PSD, Eugénio Marinho e José Baptista, mas também a própria entrada de Raul Cunha. Estas três pessoas foram uma lufada de ar fresco nos procedimentos e na forma como a própria Câmara se envolvia com a comunidade. Eu acho que Fafe hoje está melhor, acho que tem sido possível fazer as coisas de forma diferente e envolvendo mais gente. Aqui o mérito, em primeiro lugar, é destas três pessoas, não esquecendo obviamente o restante executivo.

 

Eugénio Marinho, apesar de estar a meio tempo, e José Baptista, a tempo inteiro, são os vereadores que mais pessoas recebem diariamente.

Estou convencido que o PSD nas próximas autárquicas será o principal facto político no resultado. E será por dois motivos fundamentais. O primeiro porque temos a oportunidade de mostrar aos fafenses que temos capacidade de executar, que temos uma atitude e uma proactividade acima do que era expectável. O segundo facto tem a ver com o sentimento forte de mudança que os fafenses demonstraram nas últimas eleições.

11742773_1650730868476805_8563883103289968991_n.jp

O estilo dos IPF na vereação é fazerem-se de mortos e o que Fafe precisa é de gente com projecto e com ideias. A ideia que fica em alguns momentos é que o Dr. Parcídio Summavielle queria uma entrada por cima no PS pela forma como ele se posiciona nas reuniões da Câmara. Esta estratégia de se fazer de morto naquilo que tem a ver com as propostas para o desenvolvimento de Fafe vão levar os fafenses a perceber que se trata de um projecto de poder próprio e o PSD vai recuperar muito do eleitorado que tem perdido e cativar outro.

 

publicado por blogmontelongo às 18:00
pesquisar neste blog
 
Contacto
blogmontelongo@sapo.pt
comentários recentes
morar num prédio é lixo!!! leva-se com todos os ba...
e na Trofa, também!
Obrigada "h" pela atenção. Já se corrigiu o erro.
Seria importante que as escolas não encerrassem an...
http://www.scoop.it/t/explore-minho/p/4024462499/2...
Da me a ideia que o senhor anda fugido de fafe. Ma...
Realmente a ligação à ruralidade tem vindo a perde...
Certíssimo caro Luís. Não há nenhuma relação com n...
Daquilo que me apercebi é que este novo blog "roub...
Bom dia AlbertoA minha ideia e manter o blog plura...
Mensagens
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Farmácia de Serivço

blogs SAPO