BLOG MONTELONGO
Olhares para Fafe
07
Jul 18

Opinião de António José Silva, Secretário da Junta de Freguesia de Fafe, publicada no jornal Expresso de Fafe:

 

A nossa querida cidade vive, à data, momentos de celebração nos seus Bairros, nas suas Associações, no seu Concelho – Senhora de Antime — e é fundamental que estas tradições nunca se percam e esvaziem no futuro, cabendo a todos incutir aos mais jovens a importância destas datas, demonstrando e ensinando o quão bonito que é ser Fafense. No passado fim-de-semana realizou-se o São João na Fábrica do Ferro, cujo tema das marchas foi precisamente “A Justiça de Fafe” e os meus sinceros parabéns aos Leões pela dinâmica com que continuam a celebrar esta festa, a todos os que associaram a ela, principalmente aos que participaram na marcha, momento alto e que foi embelezado pelo nosso símbolo maior – A Justiça, onde também não faltou o hino de Fafe que em tom bem afinado foi entoado pela maior rua da Cidade – Rua José Ribeiro Vieira de Castro. Leões do Ferro: parabéns!

Segue-se a celebração do São Pedro na Granja, onde também tradição, espírito bairrista e alegria certamente não irão faltar, naquela que tem sido uma festa muito apreciada pelos fafenses, na boa gastronomia, pela bonita cascata que todos os anos é concretizada, pela procissão e festa que é festa, não pode faltar, a música. A todos os fafenses: passem na Granja e verão que não se irão arrepender. E permitam-me que faça aqui uma referência a estes dois Bairros, onde em tempos jogavam o Futebol Clube da Fafe – Granja, o Sporting Clube de Fafe – Fábrica do Ferro e que deram origem à nossa emblemática Associação Desportiva de Fafe em 1958, que este ano comemora os seus sessenta anos de vida, onde também as celebrações não irão falhar neste momento histórico da vida do clube e dos seus associados. Esta bonita união, que no passado originou esta fusão, terá de ser o exemplo que devemos seguir no futuro. Rivalidades locais não são chamadas para esta terra. Aqui não! Parabéns A.D. Fafe!

Para terminar, no segundo domingo de julho – dia 8 de julho, temos a Senhora de Antime, a festa de Fafe, com a nossa grande e bonita procissão, com outras atividades para os mais jovens – Arcada, mas para todos também, de todas as idades, com muita tradição, onde não faltará, no domingo, o cabrito assado nas mesas fafenses, acompanhado por um bom vinho verde, a marcha na segunda-feira, ou o desfile dos vestidos de chita, que em tempos, marcha e desfile eram organizados pelo Grupo Nun´Álvares, uma coletividade de referência e de gente de muito trabalho – a tradição ainda é o que era e será sempre!

Orgulhosamente Fafense!

bairros tradições fafe

 



publicado por blogmontelongo às 18:00
04
Jul 18

Opinião de Manuel Gonçalves, professor, delegado sindical e dirigente do Sindicato dos Professores do Norte, publicada no jornal Expresso de Fafe:

 

O porquê...

Em primeiro lugar, desde logo, devido ao comportamento chantagista e inaceitável do ministro da Educação. Em segundo, para obrigar o governo a cumprir a lei do orçamento do estado de 2018 que determina a contagem de todo o tempo de serviço (9Anos-4Meses-2Dias) e a que o governo quer fazer vista grossa. Terceiro, combater o envelhecimento na profissão, quarto, reduzir o desgaste físico e psíquico em resultado do exercício continuado da profissão, quinto, pelo direito à estabilidade profissional.

Os dados...

Nas escolas de Fafe dos 2º, 3º ciclos e secundários os professores estão a dar uma resposta exemplar mostrando de uma forma evidente o seu descontentamento com o comportamento do governo, que parece não querer cumprir aquilo com que se comprometeu e que deixou plasmado no Orçamento de Estado. Desde o início da greve, os professores das escolas de Montelongo, Revelhe e Arões Sta. Cristina ainda não realizaram qualquer reunião tendo conseguido uma adesão dos professores de 100%. Os professores das escolas do professor Carlos Teixeira e de Silvares realizaram as reuniões do 9ºano e apenas duas dos 5º, 6º, 7º, e 8º anos, enquanto na escola secundária ainda faltam realizar 10 reuniões do 10º ano. (dados de 26/06/2018)

Os números...

Dado que as reuniões dos 9ºs anos já vão nas oitavas convocatórias na maior parte das escolas e que as reuniões dos 5ºs, 6ºs, 7ºs e 8ºs já vão nas terceiras convocatórias, isso significa que em Fafe já foram anuladas mais de 300 reuniões de avaliação.

A opinião...

O que leva então o governo e mais propriamente o ministro da Educação a manter esta postura e ignorar a luta dos professores? Não sei e acredito que só uma falta de respeito dos nossos governantes pela profissão docente e pela importância da educação dos nossos alunos os levam, a de uma forma vergonhosa, desrespeitarem os acordos e o legislado no Orçamento de Estado. O tempo em que os professores trabalharam e descontaram tem de ser integralmente contado, devendo o governo negociar a forma e o tempo em que esse tempo será integralmente contado. Os professores não estão a lutar por melhores ordenados (que bem merecem), mas sim e apenas pelo que o governo lhes quer retirar depois de ter acordado que esse tempo era para contar na íntegra, bem como melhores condições de trabalho que proporcionem uma melhor educação dos seus alunos que, esses sim, são o ser de uma profissão que tudo faz para que a educação deste país seja uma realidade cada vez mais eficiente.

professores fafe greve

 



publicado por blogmontelongo às 18:00
30
Jun 18

Opinião de Pedro Magalhães no seu Facebook:

A menos de dez dias do inicio das Festividades da “Salvé Nobre Padroeira” das Terras de Montelongo foi conhecido, finalmente, o oficioso, que segundo o dicionário “sem carácter oficial mas por obséquio”, cartaz das Festas do Concelho, ou talvez festas do Município (uma vez que é notória a gigante mancha – ainda que não desgoste da sua tonalidade- com a logo marca da Câmara Municipal.

O nosso concelho é rico nas suas tradições e nas suas gentes, se não vejamos: quantas Associações Culturais e Recreativas existem pelas nossas freguesias? Quantos Grupos Corais, Escuteiros, Bombos e Associações Desportivas existem? Já pararam para pensar na quantidade de festas que abrilhantam os céus de Fafe nos meses de Junho a Setembro? Já pensaram na quantidade de pessoas que voluntariamente se associam à promoção da sua freguesia e das suas festas? Pois é… e as Festas do Concelho quem envolvem?

No último fim-de-semana estive em Braga no S. João e foi notório (e não é de agora) a envolvência de todos! Os bracarenses vivem e sentem a maior festa do ano e porquê? Porque não são meros espetadores. Há pais, filhos, avós e netos envolvidos na Comissão de Festas S. João de Braga. E quem diz Braga, diz a Festa das Cruzes em Barcelos, as Festas de S. José na Póvoa de Lanhoso e aqui bem perto as Gualterianas em Guimarães. Organizar as Festas do Concelho em Fafe é um obséquio, quase que cumprir calendário, ou até mesmo “para inglês ver”. Há muito que defendo a abertura da organização à sociedade civil e às suas Associações numa estreita colaboração com o Município e as Juntas de Freguesia.

36284757_10155358145512260_4023784512629506048_n.j

 

Da forma para o conteúdo…
Um programa apático! A gestão dos dinheiros públicos é algo que deve ser sensível a todos e não poderia deixar de relembrar a campanha municipalizada que aconteceu no ano anterior. Tais atos devem ser condenáveis e merecem ser desmascarados a todos os fafenses.

(mas passando essa parte à frente)

Um programa sem alma, sem espirito de festa… valha-nos a devoção a Nossa Senhora de Antime para afogar as mágoas. Já pensaram no que seria envolver as Associações, a Câmara, o Arciprestado de Fafe, as Juntas e todos os fafenses? Será assim uma visão tão utópica? Porquê apenas o Rancho Folclórico de Fafe, a Câmara e (uma coisa que ainda não percebi muito bem, mas se calhar ando distraído) chamada posição NEUTRA.
Fafe teve, ainda que breve, um momento de envolvência chamado “Fafe dos Brasileiros” (grande prof. Carlos Afonso), mas à boa maneira da gestão de quem nos governa, acabou sendo MUNICIPALIZADA e o resultado foi o que todos sabemos. Este é um tema que a todos diz respeito e não devemos ficar indiferentes a tais factos!

Já agora… que bela iluminação! Que bom termos tantas bandas e jovens fafenses nos palcos! Que bom haver envolvência e um equilíbrio entre gerações. Esperemos que pelo menos a Praça 25 de Abril já esteja pronta para ouvirmos “deixem passar o andor”, mas levem resguardos para o sol, acabaram com as sombras! Mas deixem lá, temos Fafe às cores 😀
#somostodosbombos #festasmunicipais #acordafafe #meninosàvoltadafogueira

Boa noite.

 



publicado por blogmontelongo às 18:00
25
Abr 18

Opinião de Pedro Nuno Freitas, Grupo Parlamentar Fafe Sempre, publicada em "Antero Barbosa - Fafe Sempre":


A Conservatória do Registo Civil, em Fafe, prepara-se para ser deslocada. Pois bem, o Caro Cidadão Fafense, necessariamente, já teve de recorrer à Conservatória do Registo Civil, para tratar, a título de exemplo, de cartão do cidadão, passaporte, casamento, divórcio, herança, etc. Serviço esse que está colocado nas instalações do Tribunal de Fafe.

Tribunal ou o que resta dele, visto que grande parte da tramitação de processos judiciais, aqueles de maior "importância", simplificando a retórica, foram enviados para o Tribunal de Guimarães, desertificando um Tribunal e respetivo edifício que ou muito me engano ou ganhará eco.

Certamente que um serviço como aquele que a Conservatória presta aos cidadãos, torna-o, digamos, apetecível e alvo das maiores manifestações de "casamento". Tanto quanto consegui descortinar, vamos mesmo ter "casamento" e os "queridos nubentes" preparam-se nos bastidores, para uma "convenção antenupcial", que será, indubitavelmente, (uma vez mais) lesiva ao contribuinte público.

Fará sentido o deslocamento de um serviço público, colocado em instalações públicas( Tribunal) para um qualquer fundo, rés-do-chão, de um qualquer prédio privado, devoluto, a precisar urgentemente de movimento? Porventura, estará apto a receber tão nobre cliente? Talvez, com umas obritas...a coisa vai lá!...quem paga?...eu sei, paga o contribuinte uma vez mais!

E as acessibilidades? Isso não interessa, o povo, essa fidalguia, que ande a pé!...ou, em alternativa, que estacione em frente ao Tribunal...ironia do destino...

Obviamente que, como de costume, lá teremos um conjunto de políticos instalados que virão defender a solução, ora seja pela falta de espaço, ou porque vão agora colocar um qualquer serviço no dito Tribunal para "inglês ver" e que, é certo, farão com que o ENORME espaço aonde se encontra instalado, se torne minúsculo.

Dúvidas não tenho também, que este serviço público, em Fafe, será verdadeiramente afetado, é difícil passar do ótimo para o ridículo e não dar conta. Por tudo isto, se espera que os responsáveis políticos locais ou nacionais, tanto faz, defendam realmente os interesses dos cidadãos e a qualidade na prestação dos serviços públicos aos Fafenses.

Não nos calaremos!

registo civil fafe pedro freitas

 



publicado por blogmontelongo às 18:00
pesquisar neste blog
 
Contacto
blogmontelongo@sapo.pt
comentários recentes
e na Trofa, também!
Obrigada "h" pela atenção. Já se corrigiu o erro.
Seria importante que as escolas não encerrassem an...
http://www.scoop.it/t/explore-minho/p/4024462499/2...
Da me a ideia que o senhor anda fugido de fafe. Ma...
Realmente a ligação à ruralidade tem vindo a perde...
Certíssimo caro Luís. Não há nenhuma relação com n...
Daquilo que me apercebi é que este novo blog "roub...
Bom dia AlbertoA minha ideia e manter o blog plura...
Eu faço parte daqueles, que no Verão passado se in...



Mensagens
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Farmácia de Serivço



blogs SAPO