BLOG MONTELONGO
Olhares para Fafe
23
Set 17

Opinião de Alexandre Leite, candidato pela CDU à Assembleia Municipal de Fafe, publicada no jornal Expresso de Fafe:

 

A candidatura do PS, encabeçada por independentes, queixou-se de que a candidatura independente, encabeçada por militantes socialistas, pretendia usar um símbolo no boletim de voto que era

confundível com o seu. Em relação à semelhança ou não do símbolo, parece que cabe aos tribunais decidir, mas em relação ao resto, podemos concordar que as semelhanças serão mesmo muitas. E se acrescentarmos a candidatura que junta PSD e CDS, concluiremos que as diferenças entre todos eles são poucas.

Há diferenças de estilo, diferenças no discurso, mas quando observamos a sua prática e posicionamento políticos, as semelhanças são enormes. Imaginemos que se discutia na Assembleia Municipal um pedido de empréstimo bancário de quase um milhão de euros para construir um edifício novo a ser disponibilizado a uma empresa milionária...

De que lado pensam que estarão cada um deles? Do lado de quem faz de conta que não vê que essas empresas o que querem é aproveitar os salários baixos, promover precariedade laboral, sugarem o que puderem das entidades públicas e arrecadarem gigantescos lucros para os colocarem noutros países, de preferência em paraísos fiscais? Do lado de quem prefere cair na demagogia mediática do pretenso apoio ao emprego quando na prática está a apoiar a precariedade laboral, gastando centenas de milhares de euros que depois faltam para aquilo que não dá tantas manchetes de jornais mas que é efetivamente mais útil e mais importante para Fafe? Sim, infelizmente estarão desse lado. E do outro lado estarão os eleitos da CDU, denunciando estas jogadas, propondo alternativas,

atentos e empenhados na defesa de uma verdadeira política de esquerda. Foi isso que se

passou quando se discutiu a construção do edifício “da Altice”: quarenta e quatro votos a favor e um voto contra. A diferença está aí. Quando um dia se discutir a reversão da extinção de freguesias, repondo as 11 freguesias que Fafe perdeu com a chamada “lei Relvas”, de que lado estará cada um deles? Do lado dos que entendem que os cidadãos não precisam de um poder local democrático forte? Do lado dos que empurram com a barriga para a frente dizendo que talvez seja melhor fazer um estudo sobre isso antes de devolver as freguesias à população? Sim, maioritariamente desse lado. Do outro lado, a CDU.

 

Claro que alguns dirão, lá está a CDU com a “atitude recorrente de desconfiar e de querer ter razão antes do tempo”. Foi precisamente isso que disse José Ribeiro em 2008, na altura Presidente da Câmara e agora candidato à Assembleia, depois de dizer que acreditava que “os quatro campos de ténis do parque da cidade estarão prontos no verão de 2009” e garantir que o novo hospital estaria pronto em 2012. Não será preciso procurar muito para encontrar coisas semelhantes nas outras candidaturas.

No próximo dia 1 de outubro o seu voto na CDU pode fazer a diferença!

 

Alexandre Leite CDU Fafe Assembleia

 



publicado por blogmontelongo às 18:00
05
Abr 17

Opinião de Júlio Alves publicada no jornal Notícias de Fafe:

 

     O Partido Socialista continua a criar divisões no seu meio, são conhecidas a nível nacional e local as lutas pelo poder.

     Em Fafe, Dr. Ribeiro ganhou a concelhia e é a esta comissão que compete marcar o andamento e escolha dos seus candidatos.

     Os derrotados, Pompeu Martins e outros, não concordando com a eleição dos vencedores, foram para Braga queixar-se dessas posições assumidas e junto do Dr. Barreto que não morre de amores pelo Dr. Ribeiro.

     O presidente da distrital do PS, tentou algo que a comissão concelhia não concordou, outra solução foi colocada mas fracassou.

     A candidatura dos vencidos foi indicada pelo PS nacional com a verdadeira, Raul Cunha é o candidato à Câmara de Fafe.

     Qual vai ser a posição da concelhia?

     Demitir-se e criar condições para avançar (como no passado) para uma lista de cidadãos.

PSf.jpg

      Com o PS dividido, tudo indicava que Parcídio Summavielle fosse o vencedor. Que pensaram Dr. Raul Cunha e Pompeu? - não podendo vencê-lo, junta-te a ele.

     Este acordo não deixou outras soluções, qualquer alternativa não passará.

     Os vencedores estão órfãos e vagueiam no espaço à procura de um local para encostar.

     Quando a CDU convidou Parcídio para a sua lista, PS e PSD foram críticos e sem vergonha, tudo disseram sobre ele.

     Hoje aqueles que tão mal falaram lutam por ele para as suas listas.

     PSD levava Parcídio como cabeça de lista, PS leva Parcídio em segundo lugar, mas por pouco tempo.

     Com o PSD em primeiro, era difícil ganhar, no PS em segundo, se for tudo normal sairá vencedor.

     Barreto cumpriu o que havia prometido, afastar Dr. Ribeiro da mesma forma que este fez à família Summavielle (cá se fazem cá se pagam).

     Após as eleições, Dr. Raul vai afastar-se por motivos profissionais e Parcídio assumirá funções totais na Câmara e futuramente no PS.

     Tudo isto foi cozinhado num jantar em Cabeceiras, a família Summavielle está de volta ao PS.



publicado por blogmontelongo às 18:00
30
Jul 16

Opinião de Alexandre Leite publicada na revista Factos, Fafe em Revista:

 

Há muitos elementos que compõem as “selvas urbanas”. Edifícios de habitação, sinalização de trânsito, postes de iluminação, edifícios públicos, passeios, ruas, árvores, zonas pedonais, parques de estacionamento, paragens de autocarros, pássaros, redes de saneamento, insectos, automóveis, pessoas, lixo, bicicletas, escolas, zonas comerciais, cursos de água, cabos de fibra óptica, esplanadas. Por vezes não é fácil a convivência entre todos os elementos urbanos. Não é fácil encaixar todas estas peças de forma a que os elementos funcionem bem e cumpram a função desejada.

É preciso um bom planeamento e é indispensável pensar a cidade. É preciso ter bons arquitectos, bons engenheiros, bons cidadãos, bons decisores políticos, que em conjunto possam discutir e resolver as desarmonias dessa selva urbana.

 

No Parque 1º de Dezembro, em frente ao edifício da antiga estação de comboios, há um jardim que recebeu de braços abertos quem chegava a Fafe de comboio e que continua ainda hoje disponível para um agradável passeio. Durante mais de um século os cedros aí plantados foram crescendo e, para além da sua óbvia beleza foram cumprindo os seus outros papeis: amenização da temperatura do meio envolvente, habitat para diversas espécies de aves, produção de oxigénio, retenção de poeiras e poluentes. Tão importante e útil se tornou esse arvoredo que a Assembleia Municipal de Fafe aprovou há cerca de um ano atrás, por unanimidade, uma proposta da CDU de pedido de classificação de interesse público, junto do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (pedido esse que está em período de avaliação).

 

Recentemente surgiu a notícia de que a Câmara iria remodelar esse largo. Na última reunião da Assembleia Municipal, quando questionado sobre de que forma esse projecto de remodelação iria valorizar esse património, o Sr. Presidente da Câmara respondeu que pelo menos duas árvores seriam mantidas... frase que entretanto desembocou no aviso algo contraditório de que talvez a árvore mais da ponta tivesse de ser sacrificada...

 

Não conhecendo o projeto e acreditando que é difícil por vezes encaixar todas as peças urbanas de forma harmoniosa, parece que algo vai mal na escolha das prioridades e no planeamento. Há alguma coisa mais importante naquele parque do que a sua história, as árvores e o monumento alusivo aos centenários? E se bem que o monumento até possa ser deslocado para outra zona da praça, o mesmo não é prático fazer com as árvores. Não será possível desenhar o trajeto da rua, os passeios, o estacionamento, num largo tão grande, sem atropelar as árvores?! Fica aqui o alerta, para que a selva urbana não seja gerida pela lei da selva.

 

Árvores Fafe Alexandre Leite

 



publicado por blogmontelongo às 18:00
02
Mar 16

Opinião de Alexandre Leite, deputado municipal eleito pela CDU, em entrevista à Fafe Tv:

 

Numa situação normal o PSD seria oposição. Estando em coligação com o PS, acaba por uma parte da oposição fazer parte do executivo da Câmara. Haveria os Independentes, que poderiam ser outra parte da oposição. À partida poderia esperar-se isso, mas têm estado, acho eu, um bocadinho apagados e realmente acaba por a oposição ser feita pela CDU. Se calhar, a escolha dos Independentes é uma escolha coerente porque as políticas que são praticada por PS e PSD, pelos vistos, não têm a oposição dos Independendentes, por isso, mesmo ideologicamente, acaba por ser uma posição coerente.

PCP FAFE Alexandre Leite

Na Assembleia Municipal nós temos apoiado programas como o Apoio à Renda e o Apoio de Emergência Social. São coisas que nós apoiamos, que acabam por ser uma lufada de ar fresco para o orçamento das famílias que estão, muitas vezes, em situações de desespero. Essa parte tem o nosso apoio, mas depois há um "mas" que é um "mas" que é bastante importante, que é, isso é muito insuficiente. Acaba por ser até uma esmola e acaba por ser uma coisa hipócrita. Por um lado, em Lisboa no Parlamento, cortam salários, reduzem o número de professores, tentam destruir o Serviço Nacional de Saúde e depois, na Câmara, PS e PSD dão uma esmola. O problema é estar a esvaziar o tanque com um balde e depois oferecer um copo de água e dizer que está a ajudar.

O PCP e a CDU sempre estiveram na defesa de um Serviço Nacional de Saúde público, de qualidade e gratuito. Nesse sentido, já noutros mandatos, o que tínhamos apontado era a crescente perda de qualidade das instações do Hospital de Fafe, a perda de valências, que foram transferidas para o Hospital de Guimarães, e nessa altura éramos apoiados também pelos outros partidos nessas críticas. E o que nós pedíamos e continuamos a pedir, o que achamos que é mais importante para a população em Fafe é a existência de um hospital público de maneira a conseguir cumpir a Constituição na questão da saúde como um direito. A passagem para a Santa Casa da Misericórdia já é outra história. O Hospital foi degradando, degradando, degradando e chegou muito próximo do zero. Agora não era difícil qualquer um chegar, pintar as paredes, cortar as sebes, e dizer que agora está muito melhor. Isso aí temos de concordar que, pelo menos em termos de aspecto, e acredito que até nalgumas questões poderá estar um bocadinho melhor, mas mesmo assim continuamos a defender que a situação que melhor defende a saúde dos fafenses é que o hospital seja público.

 

O esforço financeiro que a Câmara fez de 800 mil euros para oferecer a uma empresa que vai disponibilizar empregos precários de salários baixos, parece-me mais show-off, mais fogo-de-artifício, do que realmente uma preocupação com o emprego local. Aquilo é um tipo de emprego que é muito precário e são empresas que tanto estão hoje cá em Fafe como, amanhã, se lhe oferecerem mais meio tostão, eles mudam-se para outro lado qualquer. Foi um contrato que pode vir ser ruinoso para o Município de Fafe. A Altice/Randstad indo embora daqui a 4 ou 5 anos por qualquer razão, ou porque faliu ou porque resolveu ir para outro lado qualquer, nós ficamos com o edifício, ficamos com a dívida ao banco, ficamos sem o emprego. Acaba por ser um benefício que é dado às grandes empresas que, se calhar, se outras pequenas empresas cá em Fafe tivessem feito o mesmo pedido, não lhes teria sido cedido.

 

Uma das primeiras propostas que eu fiz na Assembleia Municipal foi a da necessidade da construção de um novo canil municipal. Lembro-me na altura de o Presidente Raul Cunha defender que se fizesse um Canil Intermunicipal que até se falava que seria em Guimarães. Entretanto aparentemente mudou de ideias e já defende que o canil seja cá em Fafe mas que se façam algumas reparações. Agora só lhe falta mudar mais um bocadinho de ideias e passar à ideia que é a mais lógica, que é a de fazer um canil em condições, num novo espaço, que não é uma obra nada cara, comparada com o que se vê por aí, e que daria dignidade aos animais, às pessoas que lá trabalham e às pessosa que o frequentam para adoptar os animais.

  Alexandre Leite CDU Fafe



publicado por blogmontelongo às 18:00
pesquisar neste blog
 
Contacto
blogmontelongo@sapo.pt
comentários recentes
Obrigada "h" pela atenção. Já se corrigiu o erro.
Seria importante que as escolas não encerrassem an...
http://www.scoop.it/t/explore-minho/p/4024462499/2...
Da me a ideia que o senhor anda fugido de fafe. Ma...
Realmente a ligação à ruralidade tem vindo a perde...
Certíssimo caro Luís. Não há nenhuma relação com n...
Daquilo que me apercebi é que este novo blog "roub...
Bom dia AlbertoA minha ideia e manter o blog plura...
Eu faço parte daqueles, que no Verão passado se in...
Teste. Obrigado pelos comentários.



Mensagens
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Farmácia de Serivço



blogs SAPO