BLOG MONTELONGO
Olhares para Fafe
11
Abr 15

Opinião de Alexandre Leite, eleito da CDU na Assembleia Municipal publicada no jornal Notícias de Fafe:

 

 

Sejamos justos, “Terra Caridosa” ou “Terra Católica” não é o mesmo que “Terra Justa”.

De entre os temas a debate no evento que decorre durante esta semana em Fafe, constam “Desafios Mediáticos à Religião”, “A Religião e o Homem, Valores e Causas”. Grande parte dos convidados e instituições participantes estão ligados à igreja católica. Há uma exposição sobre “Liberdade Religiosa”. Uma outra exposição intitula-se “A Caridade: Missão e Vida da Igreja”. Temos também uma exposição que reúne alguns dos vestidos oficiais e trajes académicos usados por Maria de Jesus Barroso Soares. O que é que isto tudo tem a ver o objectivo anunciado de fazer de Fafe uma “Terra Justa”? Tem alguma coisa a ver com justiça social? O que parece é tratar-se de um evento da igreja católica promovido pela Câmara Municipal de Fafe.

 

A ideia não é nova. Falar em valores, pobreza digna, solidariedade social e apontar a igreja católica e a rede de instituições particulares de solidariedade social, mais ou menos ligadas a ela, como a solução.

 

Esta forma de lidar com a injustiça social, na qual o objectivo é suavizar a agruras da pobreza, aliviar a fome, dar alguma dignidade a quem vive em situações extremas de exclusão social, tem um valor importante que não pode ser negado. Mas o problema é que desta forma não se combate a injustiça social. As causas da injustiça social e da pobreza não são questionadas e o resultado prático é a permanência da pobreza e a sua perpetuação.

 

A pobreza e a injustiça social só são resolvidas quando se entendem e atacam as suas causas. Isabel Jonet, dirigente de uma IPSS chamada “Banco Alimentar Contra a Fome”, disse há uns tempos que os pobres são pobres porque não querem mudar de vida e os desempregados não arranjam emprego porque passam muito tempo nas redes sociais. Claro que o que ela diz já não é levado a sério mas isto serve para ilustrar a ideia que certas cabeças têm sobre as causas da pobreza.

 

A injusta redistribuição da riqueza, a exploração dos trabalhadores para que os grandes grupos económicos possam acumular riqueza, a redução do valor das reformas, dos subsídios de desemprego, os baixos salários, são algumas das razões para que a pobreza esteja a crescer no nosso país. Sem alterar o modelo económico que causa essa pobreza não a conseguiremos derrotar. Sem uma ruptura com a política atual a pobreza continuará a aumentar, independentemente das boas intenções da instituições caridosas.

 

A cumplicidade da nossa Câmara com esta proposta de modelo de sociedade não cai do céu. Ela insere-se num quadro de “novo Estado”, no qual grande parte das funções socais do Estado, previstas ainda na nossa “velha” Constituição, vão sendo abandonadas como resultado das políticas de direita que vêm sendo seguidas. O espaço deixado vago é imediatamente preenchido pelas IPSS, quer se trate do negócio da saúde, da educação ou da assistência social. Este “novo Estado” precisa de eventos como este para se branquear. Pode ser preciso algum exibicionismo da caridade, alguma arrogância moral, alguma hipocrisia política, mas a água vai sendo levada ao moinho.

Padres.jpg

Alguns não terão gostado do comunicado da Comissão Concelhia do Partido Comunista Português que apontou o dedo a alguns dos convidados e homenageados do “Terra Justa”. Alguns ficarão melindrados com o texto de hoje que aponta a hipocrisia presente nalguns tipos de caridade e de eventos. Alguns não aceitam que se diga que o rei vai nu. Esses poderão continuar a fazer de conta que não se vai homenagear um imperialista cardeal golpista, poderão fazer de conta que dar esmolas é lutar contra a pobreza e poderão apreciar a beleza dos trajes do rei. Nós continuaremos a luta.

publicado por blogmontelongo às 18:00
pesquisar neste blog
 
Contacto
blogmontelongo@sapo.pt
comentários recentes
morar num prédio é lixo!!! leva-se com todos os ba...
e na Trofa, também!
Obrigada "h" pela atenção. Já se corrigiu o erro.
Seria importante que as escolas não encerrassem an...
http://www.scoop.it/t/explore-minho/p/4024462499/2...
Da me a ideia que o senhor anda fugido de fafe. Ma...
Realmente a ligação à ruralidade tem vindo a perde...
Certíssimo caro Luís. Não há nenhuma relação com n...
Daquilo que me apercebi é que este novo blog "roub...
Bom dia AlbertoA minha ideia e manter o blog plura...
Mensagens
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Farmácia de Serivço

blogs SAPO