BLOG MONTELONGO
Olhares para Fafe
08
Mar 17

Entrevista a Parcídio Summavielle, Independentes por Fafe, no jornal Povo de Fafe:

 

Povo de Fafe: O Presidente a Comissão Política do PSD concelhio acusou-o de ter faltado à palavra, já que segundo ele tinha um acordo com o PSD para as próximas autárquicas. Como é que reage a essa acusação?

Parcídio Summavielle: O que eu penso é que o PSD ao fazer legitimamente o acordo pós-eleitoral em 2013 com o PS colocou-se numa posição muito difícil da qual nunca seria fácil sair. E acredito que tenham visto na negociação com os "Independentes por Fafe", uma boa solução. Eu já o disse, que houve conversas com toda a gente e toda a gente conversou com toda a gente. Na Assembleia Deliberativa do Movimento, que é composta por cerca de 60 pessoas de todo o concelho, foram analisados vários cenários e foi uma decisão tomada por unanimidade no sentido de se fazer um acordo o Dr. Raul Cunha, actual Presidente da Câmara.

 

PF: Então e o acordo com o PS já não era possível?

PS: Com a candidatura do Dr. Raul Cunha seria sempre muito difícil qualquer acordo formal com o PSD. Por isso mesmo, é que não foi em momento algum fechado ou formalizado qualquer acordo com o PSD.

parcidio Fafe

PF: O Senhor Dr. na Conferência de Imprensa em que se comprometeu a integrar a Lista do PS liderada pelo Dr. Raul Cunha disse que a apresentação conjunta pelos dois do novo Projecto "era um dia histórico para Fafe". O que quis dizer com essa bombástica frase?

PS: Eu considerei um dia e uma data histórica pela capacidade que os "Independentes por Fafe" tiveram em procurar uma solução, que pudesse finalmente pacificar o ambiente político concelhio, aproveitando para salientar o papel, extraordinariamente importante que o Dr. Raul Cunha teve ao longo deste mandato na obtenção dos maiores consensos conhecidos que inclusivamente permitiram resolver muitos problemas pendentes do passado. Eles foram os da Sacor, NaturFafe, Urbanização José Saramago, Parque Municipal de Desportos, Terrenos da Biblioteca, Terrenos da Escola de Arões, Novo Posto da GNR e o compromisso da REFER.

 

PF: O Senhor Dr. Parcídio está zangado com alguns desses líderes políticos que o confrontaram?

PS: Sinceramente não estou. Eu entendo que alguns desses líderes políticos tinham de fazer o seu próprio jogo político. Apenas lamento que às vezes não consigam resistir ao ataque pessoal, no qual não me revejo.

 

PF: Com essa nova Aliança com o Dr. Raul Cunha, diga-nos por favor: volta ao PS, seu partido de sempre? E nesse caso extingue-se o Movimento "Independentes por Fafe"?

PS: Eu penso que essa é uma hipótese que não está em cima da mesa porque, para além de tudo o mais, o Partido Socialista concelhio tem muitas questões internas por resolver nas quais não posso, nem me devo imiscuir.

 

PF: Qual vai ser a estratégia da Aliança com o PS?

PS: Em primeiro lugar, temos de assinar o acordo, já em breve, que consubstancia o entendimento a que chegámos. Depois é preciso que o PS clarifique o seu posicionamento localmente. A estratégia passa pela concretização de listas conjuntas à Câmara, Assembleia Municipal e Assembleias de Freguesia.

 

PF: E qual o seu maior desejo para as próximas Autárquicas?

PS: Como já disse sou apenas um apoiante indefectível do Dr. Raul Cunha. O meu maior desejo é vê-lo eleito Presidente da Câmara e estar à altura de o auxiliar a fazer um mandato que cumpra o nosso programa e dê um novo alento e esperança aos fafenses.

 

 

publicado por blogmontelongo às 18:00
17
Dez 16

Opinião de Carlos Rui Abreu, director-adjunto do jornal Notícias de Fafe:

 

     O Pai Natal promete trazer novidades para a política fafense colocar no sapatinho.

     A cerca de dez meses das autárquicas ainda nenhum partido ou movimento apresentou os nomes para a corrida que se perspectiva histórica. Pelo que vamos noticiando ao longo das últimas semanas e pelo que, sem que o tenhamos publicado porque não embarcamos em rumores, se ouve nos bastidores do poder o cenário em Fafe pode ter vários contornos.

     Raul Cunha pode ser, afinal, aquilo que já não parecia ser: recandidato. Dos Independentes por Fafe perfila-se a candidatura de Parcídio Summavielle, a fazer fé no último artigo publicado pelo seu correligionário Alberto Alves na edição  da semana passada deste semanário. No PSD a única certeza parece ser o facto de Eugénio Marinho estar fora das cogitações para voltar a protagonizar a candidatura.

     Por isso o exercício de perspectivar o que vai acontecer não é fácil para ninguém, nem mesmo para os militantes dos partidos que, com outras ferramentas para a análise, não arriscam um vaticínio.

     As próximas semanas poderão trazer novidades e o Natal vai ser mesmo período de natalidade, vão aparecer à luz do dia os nomes para a corrida.

Natal Fafe autárquicas

      Será nessa altura que se vai perceber a que ponto chegou a política-partidária. A que nível chega o jogo de bastidores, as jogadas por baixo da mesa à procura de um trunfo que possa vir a ser decisivo para a vitória final.

     Mas a minha alusão aos jogos de cartas rapidamente passa para outro patamar. Que poderia ser muito bem o do desporto, nomeadamente a ginástica onde as piruetas são proezas extraordinárias, ou até para o patamar da arte circense, onde o contorcionismo é aplaudido de pé.

     As declarações dos últimos anos, meses, semanas e até dias não serão apagadas da memória qua as páginas deste jornal guardam mas quem as proferiu, da direita à esquerda, poderá ter de engolir sapos gigantes ou, então, dedicar-se à tal ginástica ou circo.

     Este é o período do bluff, do esconde-esconde, porque ninguém que dar o primeiro passo, ninguém quer ousar falhar por precipitação.

     Mas quando o tiro de partida for dado, em definitivo, os fafenses poderão ter a certeza que irão estar a presenciar uma corrida autárquica como nunca houve em Fafe.

     Cá estaremos para continuar a ajudar a escrever a nossa história colectiva. Só esperamos pela definição dos protagonistas.

publicado por blogmontelongo às 18:00
07
Dez 16

Parcídio e Pompeu

publicado por blogmontelongo às 18:00
22
Out 16

Opinião de Alberto Alves, IPF, no jornal Notícias de Fafe:

 

     Na véspera do cinco de Outubro, o Movimento de Cidadãos Independentes por Fafe (IPF) organizou um jantar convívio que serviu para assinalar aquela data histórica e marcou, por assim dizer, a rentrée política do Movimento.

     Gerou-se grande curiosidade e expectativa em torno deste evento, não só para se aquilatar de quem e quantos estariam presentes, mas também sobre qualquer novidade sobre quem será o candidato à Câmara nas próximas autárquicas.

     Quem eventualmente estivesse preocupado com o número de aderentes ao convite (sem pressões) para o jantar, deverá ter ficado surpreendido com a presença de cerca de 300 pessoas e o grande poder de mobilização que se sente em torno dos IPF; quem queria saber a novidade sobre o candidato, viu goradas as expectativas, porque o problema não foi abordado, nem o jantar tinha essa finalidade.

     Aliás, o líder do Movimento, Parcídio Summavielle, falou na responsabilidade do Movimento em relação aos mais de onze mil fafenses que lhe confiaram o voto em 2013 e salientou as boas respostas dadas através do bom desempenho operado pelos eleitos pelo IPF, que na Câmara Municipal, quer na Assembleia Municipal, quer nas Juntas e Assembleias de Freguesia.

     De resto o seu discurso pautou-se por referências à organização do Movimento (estamos organizados, referiu) e ao trabalho que já tem sido desenvolvido nas freguesias no intuito de se encontrar os mais fortes e credíveis candidatos para o próximo ato eleitoral.

     Parcídio Summavielle falou de ética na política, lembrando que só assim se conseguirá o desenvolvimento que gera o bem-estar dos cidadãos. E afirmou a terminar, para nós, a primeira prioridade são os cidadãos; e por isso dizemos, "Todos Somos Fafe". Apelou à união e ao trabalho em torno de um projeto político que apenas contempla Fafe e os fafenses.

     Entre fortes e entusiásticos aplausos foi cortado e servido um bolo alusivo, prosseguindo o convívio fraterno por mais algum tempo.

IPF Fafe

publicado por blogmontelongo às 18:00
pesquisar neste blog
 
Contacto
blogmontelongo@sapo.pt
comentários recentes
morar num prédio é lixo!!! leva-se com todos os ba...
e na Trofa, também!
Obrigada "h" pela atenção. Já se corrigiu o erro.
Seria importante que as escolas não encerrassem an...
http://www.scoop.it/t/explore-minho/p/4024462499/2...
Da me a ideia que o senhor anda fugido de fafe. Ma...
Realmente a ligação à ruralidade tem vindo a perde...
Certíssimo caro Luís. Não há nenhuma relação com n...
Daquilo que me apercebi é que este novo blog "roub...
Bom dia AlbertoA minha ideia e manter o blog plura...
Mensagens
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Farmácia de Serivço

blogs SAPO