BLOG MONTELONGO
Olhares para Fafe
23
Set 17

Opinião de Alexandre Leite, candidato pela CDU à Assembleia Municipal de Fafe, publicada no jornal Expresso de Fafe:

 

A candidatura do PS, encabeçada por independentes, queixou-se de que a candidatura independente, encabeçada por militantes socialistas, pretendia usar um símbolo no boletim de voto que era

confundível com o seu. Em relação à semelhança ou não do símbolo, parece que cabe aos tribunais decidir, mas em relação ao resto, podemos concordar que as semelhanças serão mesmo muitas. E se acrescentarmos a candidatura que junta PSD e CDS, concluiremos que as diferenças entre todos eles são poucas.

Há diferenças de estilo, diferenças no discurso, mas quando observamos a sua prática e posicionamento políticos, as semelhanças são enormes. Imaginemos que se discutia na Assembleia Municipal um pedido de empréstimo bancário de quase um milhão de euros para construir um edifício novo a ser disponibilizado a uma empresa milionária...

De que lado pensam que estarão cada um deles? Do lado de quem faz de conta que não vê que essas empresas o que querem é aproveitar os salários baixos, promover precariedade laboral, sugarem o que puderem das entidades públicas e arrecadarem gigantescos lucros para os colocarem noutros países, de preferência em paraísos fiscais? Do lado de quem prefere cair na demagogia mediática do pretenso apoio ao emprego quando na prática está a apoiar a precariedade laboral, gastando centenas de milhares de euros que depois faltam para aquilo que não dá tantas manchetes de jornais mas que é efetivamente mais útil e mais importante para Fafe? Sim, infelizmente estarão desse lado. E do outro lado estarão os eleitos da CDU, denunciando estas jogadas, propondo alternativas,

atentos e empenhados na defesa de uma verdadeira política de esquerda. Foi isso que se

passou quando se discutiu a construção do edifício “da Altice”: quarenta e quatro votos a favor e um voto contra. A diferença está aí. Quando um dia se discutir a reversão da extinção de freguesias, repondo as 11 freguesias que Fafe perdeu com a chamada “lei Relvas”, de que lado estará cada um deles? Do lado dos que entendem que os cidadãos não precisam de um poder local democrático forte? Do lado dos que empurram com a barriga para a frente dizendo que talvez seja melhor fazer um estudo sobre isso antes de devolver as freguesias à população? Sim, maioritariamente desse lado. Do outro lado, a CDU.

 

Claro que alguns dirão, lá está a CDU com a “atitude recorrente de desconfiar e de querer ter razão antes do tempo”. Foi precisamente isso que disse José Ribeiro em 2008, na altura Presidente da Câmara e agora candidato à Assembleia, depois de dizer que acreditava que “os quatro campos de ténis do parque da cidade estarão prontos no verão de 2009” e garantir que o novo hospital estaria pronto em 2012. Não será preciso procurar muito para encontrar coisas semelhantes nas outras candidaturas.

No próximo dia 1 de outubro o seu voto na CDU pode fazer a diferença!

 

Alexandre Leite CDU Fafe Assembleia

 

publicado por blogmontelongo às 18:00
20
Set 17

Opinião de José Manuel Domingues, candidato pelo PS à Assembleia Municipal de Fafe, publicada no jornal Expresso de Fafe:

Nesta oportunidade, que o “Expresso de Fafe” me proporciona, quero afiançar-vos que me senti muito honrado pelo convite que o Dr. Raúl Cunha e o Dr. Parcídio Summavielle me endereçaram

para ser o primeiro candidato da lista do P.S. para a Assembleia Municipal e, portanto, o candidato do Partido Socialista a presidente da Assembleia Municipal de Fafe.

Liderando uma lista de mulheres e homens que, sem excepção, são pessoas determinadas, solidárias e competentes que, com o seu contributo esclarecido, dando o melhor de si próprios, emprestarão a este órgão autárquico a superior qualidade que lhe queremos conferir.

Estou e estamos todos empenhados em construir uma trajectória de estabilidade política que permita ao executivo municipal, que acredito firmemente que voltará a ser presidido pelo Dr. Raúl Cunha, concentrar-se mais no exercício das funções a que o cargo de Presidente da Câmara obriga, fazendo ainda mais e melhor por Fafe e pelos fafenses. Porque o que verdadeiramente está em causa nestas eleições autárquicas é saber se os nossos concidadãos, que reconhecendo o excelente trabalho desenvolvido ao longo do mandato que está prestes a terminar, farão a justiça (e Fafe é uma “Terra Justa”!), de lhe renovar a confiança para um novo mandato, seguramente mais profícuo porque muito menos atribulado, ou se, pelo contrário, se deixarão enlevar pelo ruído de quem apenas procura o poder por razões de sobrevivência política ou de qualquer outra natureza.

 

Caros fafenses: Esta candidatura, globalmente considerada, porque é um todo solidário, (Câmara Municipal, Assembleia Municipal e Assembleias de Freguesia), não é apenas uma candidatura.

Esta é a candidatura !!

Porque para todos os candidatos que, de forma plural, integram as listas do Partido Socialista, o poder não é um fim em si mesmo! Para estas pessoas, poder é muito mais um verbo do que um substantivo! Poder, significa poder fazer, poder ajudar, poder servir! Em diálogo solidário e permanente entre todos os órgãos autárquicos e destes com todos os nossos concidadãos que são, eles sim, a razão primeira e os únicos destinatários do nosso exercício autárquico.

Para mim, e repito, é uma honra poder contribuir para este projecto, em que profundamente acredito, para esta solução de governo autárquico, que o Dr. Raúl Cunha em primeiro lugar Protagoniza, candidatando-me sob a bandeira do P.S. E faço-o com convicção, sem qualquer

preconceito, de corpo inteiro, nesta caminhada conjunta! Tenho a firme certeza de que os nossos

concidadãos vão reconhecer que esta candidatura, que a todos nos congrega, é a que melhor defende os seus interesses, os interesses dos cidadãos e do concelho, e que nos darão a sua confiança no dia 1 de Outubro!

E nós, todos nós, saberemos honrar essa confiança, saberemos honrar os fafenses!

E honrando Fafe e os fafenses , honraremos a bandeira que nos acolhe: a bandeira do Partido Socialista!

P.s. – Saúdo e felicito o “Expresso de Fafe” por ter sido pioneiro a dar voz aos candidatos para a

Assembleia Municipal.

Jose Manuel Domingues Fafe Assembleia PS

 

 

publicado por blogmontelongo às 18:00
18
Set 17

Opinião de Pedro Nogueira, candidato à Assembleia Municipal pelo BE, publicada no jornal Expresso de Fafe:

 

Fui convidado a integrar as listas do Bloco de Esquerda, no dia 10 de Junho, fácil de recordar, pois é um dia bastante simbólico! Sem hesitar, aceitei desde logo o convite, sem sequer saber que teria a honra de ser o cabeça de lista à Assembleia Municipal. Certamente, muitos fafenses também estão bastante indignados com tudo o que se está a passar em termos políticos no nosso concelho. Não me revia em nenhuma das candidaturas até então apresentadas. Nas últimas eleições autárquicas, um movimento de cidadãos, o qual eu apoiei, esteve bastante perto de ganhar as eleições, teria sido sem dúvida um momento histórico na democracia do nosso concelho. Mas por toda a polémica que envolveu a contagem dos votos e com uma forte possibilidade de não existir condições de governabilidade, pela distribuição dos vereadores, o cenário de novas eleições era muito provável.

No entanto, eis que surge um “casamento” inesperado, uma coligação talvez inédita e única no país, o PSD garante a maioria ao PS. Obviamente, já sabíamos que este casamento terminaria em “divórcio” quando estivéssemos a um ano de novas eleições autárquicas. Não me enganei.

Depois, assistimos a um namoro por parte destes dois partidos ao candidato dos IPF, que infelizmente decidiu juntar-se a um deles, neste caso ao PS, e assim, incompreensivelmente, não apresentar candidatura própria. Esta decisão pôs término a uma história bonita de um movimento de cidadãos que esteve muito perto de derrubar a máquina partidária que lidera o concelho há mais de 30 anos e que agora até apresenta duas candidaturas. Neste cenário, em que temos duas candidaturas do PS e uma da coligação PSD/CDS, não tive qualquer dúvida que Fafe precisava duma candidatura alternativa a estes profissionais políticos, que têm sempre um grande jogo de bastidores, os quais, desta vez, foram sendo tornados públicos pelos mesmos. Assim, somos a alternativa que Fafe precisa!

 

Vamos apostar numa política de proximidade, onde o contacto com as pessoas será o ponto fundamental da nossa campanha (verifiquem os orçamentos de campanha e vejam as diferenças). Queremos ser a voz dos cidadãos e das cidadãs fafenses, queremos um município mais focado nas pessoas e no meio ambiente e menos na política do compadrio, do betão e das festas. Lutaremos sempre pela transparência e a pela limitação ao recurso da contratação pública por ajuste direto.

 

Pedro Nogueira Fafe Bloco

 

publicado por blogmontelongo às 18:00
16
Set 17

Opinião de José Ribeiro, candidato pelo Fafe Sempre à Assembleia Municipal de Fafe, publicada no jornal Expresso de Fafe:

 

Aprendi, como os meus pais a respeitar, para ser respeitado; a ser sério e não querer o que não é meu; a ser educado na relação com os outros; a ser humilde; a ser honesto; a ser grato e a honrar a palavra. Aprendi, com os meus pais e pelo seu exemplo, a respeitar os meus compromissos, a não mentir, a falar verdade, a ter palavra mais que dinheiro ou vaidades. Aprendi também por eles, a não atropelar os outros, a esperar pela minha vez, a ter princípios e valores nas relações humanas, a não fingir, a ser leal e sincero e a ser Homem.

Recebi do meu pai o gosto de trabalhar pelo bem comum. A doutrina cristã que me impuseram, mas a quem agradeço o contributo na minha formação, ajudou muito a consolidar esses meus princípios de vida.

 

A minha chegada à vida politica, por convite do PS local em 1982, (depois de outras solicitações que recusei), não abalou em nada as minhas convicções, os meus valores e princípios, talvez até os tenhas reforçado e acrescentado mais altruísmo, mais generosidade, solidariedade e dureza de caracter. Aprendi com as desilusões dos cargos que exerci e da vida, que os egoísmos, os interesses, a hipocrisia, a falsidade e a ingratidão subvertem as proclamações dos valores e dos princípios e tornam as pessoas “irracionais pensantes”, mentirosos compulsivos, vendilhões do templo, verdadeiros maquiavéis.

 

Fui convidado pelo Dr. Antero Barbosa para candidato nestas eleições a Presidente

da Assembleia Municipal. Não queria, nem pensei alguma vez sê-lo. Mas fiquei muito honrado pelo convite e aceitei. Não foi preciso pedirem-me. Nunca aceitei que me pedissem para desempenhar qualquer cargo ou lugar. Sempre que fui convidado, aceitei ou não, mas nunca, nunca rejeitei o convite de alguém para depois aceitar “a pedido de várias famílias” ou de quaisquer notáveis. Sempre honrei a minha palavra perante cada interlocutor. Aceitei porque, verdadeiramente, não podia rejeitar o convite, porque me sinto obrigado a retribuir igual gesto do Dr. Antero Barbosa ao aceitar o meu convite para ser candidato à Camara; porque me sinto capaz, com competências e experiencia bastante para fazer o papel de arbitro que o lugar pede; porque enquanto Presidente do PS eleito (não nomeado), sinto o dever de o defender (PS) da afronta, da tentativa de humilhação, da ofensa que Lisboa e os seus mandatários de Fafe nos querem fazer, aos socialistas e aos Fafenses.

 

Sou candidato para defender os valores e princípios da verdade, da lealdade, da gratidão e da solidariedade. Sou candidato para defender a democracia, a independência e a autonomia de Fafe e dos Fafenses contra as nomeações de Lisboa. Lisboa nomeou os seus candidatos e retirou-nos o símbolo, obrigando-nos a uma candidatura Independente. FAFE SEMPRE. Por isso, digo também que EM FAFE MANDAM OS FAFENSES. Confio muito, sempre confiei muito no sentido de verdade e de justiça dos Fafenses. Os Fafenses sempre confiaram muito em mim e julgo que lhes dei e continuo a dar razões para manterem essa sua confiança.

 

Hoje, quando faço esta crónica, passam 41 anos da morte trágica do meu pai. Aqui honro singelamente a sua memória, presto tributo ao seu exemplo de vida inspirador a favor do bem comum e sobre o seu túmulo deposito uma bonita rosa vermelha que há dias me entregaram como símbolo da nossa luta.

FAFE SEMPRE

 

Jose Ribeiro Fafe

 

publicado por blogmontelongo às 18:00
pesquisar neste blog
 
Contacto
blogmontelongo@sapo.pt
comentários recentes
morar num prédio é lixo!!! leva-se com todos os ba...
e na Trofa, também!
Obrigada "h" pela atenção. Já se corrigiu o erro.
Seria importante que as escolas não encerrassem an...
http://www.scoop.it/t/explore-minho/p/4024462499/2...
Da me a ideia que o senhor anda fugido de fafe. Ma...
Realmente a ligação à ruralidade tem vindo a perde...
Certíssimo caro Luís. Não há nenhuma relação com n...
Daquilo que me apercebi é que este novo blog "roub...
Bom dia AlbertoA minha ideia e manter o blog plura...
Mensagens
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Farmácia de Serivço

blogs SAPO