BLOG MONTELONGO
Olhares para Fafe
20
Mai 17

antero barbosa fafe outdoor

 

publicado por blogmontelongo às 18:00
21
Jan 17

Opinião de Alberto Alves, IPF, no jornal Notícias de Fafe:

 

     Ainda que estejamos a largos meses das eleições autárquicas, os movimentos que se notam e as decisões que se conhecem, mostram à evidência que já "cheira" a pré-campanha.

     De facto, o trabalho que tem sido feito – e falo apenas de Fafe – vai-nos dando conta da procura, em todas as nossas freguesias, das individualidades melhor colocadas para serem os putativos candidatos às presidências das respetivas Juntas de Freguesia. Todas as forças políticas vão dizendo que há muitos contactos feitos e, até, processos já concluídos.
     Por outro lado, ainda que as certezas se resumam a incertezas, vai-se dizendo e até proclamando, candidatos à presidência da Câmara Municipal.
     Tal como é do conhecimento público, a concelhia de Fafe do Partido Socialista, escolheu – por votação maioritária – o Dr. Antero Barbosa para ser o seu candidato. O próprio já manifestou publicamente a sua disponibilidade e “vontade” para ser candidato.
     Porém, parece ser claro que a vontade do PS nacional é a recandidatura do Dr. Raul Cunha. O próprio já manifestou publicamente a sua disponibilidade e vontade.
Pois bem: as recentes decisões dos órgãos nacionais do Partido Socialista no que refere às candidaturas para as autarquias (leia-se Câmaras Municipais), vieram confirmar, para quem ainda tinha dúvidas, sobre quem superentende nesta matéria.

fafe

     Ou me engano muito ou vamos ter um forte braço de ferro entre o Dr. José Ribeiro e a Comissão Nacional; ou então o presidente da Concelhia do PS vai ter de engolir cobras e lagartos e aceitar a “imposição” do PS nacional.
      Seja como for, são notórias as divergências em torno do candidato à Câmara Municipal e isso é o elemento mais significativo e o exemplo mais eloquente da divisão que se não pode esconder – de um lado os que querem o Dr. Antero Barbosa, e do outro aqueles que apoiam o Dr. Raul Cunha.
     Um imbróglio de difícil resolução (ou aceitação, se quisermos) que acabará por desacreditar o próprio Partido.
     De facto, fazendo deliberadamente ou não o “jogo” da Comissão Nacional, contrariando de forma propositada ou não a estratégia da Comissão Política Local, o certo é que um setor e outro se “digladiam” e demonstram a falta de unidade no seio do PS Local.

publicado por blogmontelongo às 18:00
31
Dez 16

Excertos de entrevista a Antero Barbosa no jornal Notícias de Fafe:

 

Notícias de Fafe: Está de regresso à política activa?

Antero Barbosa: Sim. Não que tenha tomado nenhuma iniciativa para isso, mas porque insistentemente me foram fazendo apelos para que eu aparecesse, principalmente num momento em que o PS necessitava. O Dr. Ribeiro é o principal responsável pelo meu regresso. A sua persistência foi determinante.

 

Notícias de Fafe: Mas o aparecimento do seu nome causou surpresa a muita gente. As pessoas não esquecem que há três anos era dado como o sucessor natural de José Ribeiro e depois não foi candidato, e há quem impute responsabilidades a José Ribeiro, o mesmo que agora o convida. Quer esclarecer o que se passou, de uma vez por todas?

Antero Barbosa: O que queria dizer sobre o processo disse-o na altura, e por escrito. Eu sou uma pessoa de diálogo, leal, não sou de traições ou de mentiras como à data se quis fazer passar para me fragilizar. A questão residia apenas em saber se convidei o Dr. Laurentino, ou não, a ser candidato. Eu não consegui fazer passar a minha versão de que apenas aceitei que fosse ele o candidato e ficou o caldo entornado e logo um conjunto de camaradas, com quem desde aquela data até hoje nunca mais falei, trataram de fazer o cerco para me fragilizar e inviabilizar qualquer pretensão. À data foi doloroso. Deixei de ter condições políticas para continuar a liderar o processo e também não o queria fazer. É nessa altura que entra o Dr. Ribeiro. Assume a condução do processo até ao acto elitoral.

 antero raul autarquicas fafe

 Notícias de Fafe: Isso numa altura em que surgiu o seu nome, e o de Laurentino Dias, e foi apresentado Raul Cunha como alternativa aos dois.

Antero Barbosa: É nessa altura que aparece a solução Dr. Raul Cunha. Foi uma solução consensualizada entre nós os três. Mas gostava de referir que em todas as declarações que fiz ou escrevi à data, o principal objectivo não era tanto salvaguardar a minha imagem, mas tentar salvaguardar ou minimizar o impacto que isto tinha no partido. E portanto, mesmo depois de eu não ser candidato, colaborei com o Dr. Ribeiro para se encontrar uma alternativa credível para que o PS pudesse sair vencedor.

 

Notícias de Fafe: Então e agora quer ser candidato? Está preparado para ser presidente da Câmara?

Antero Barbosa: Tenho vontade, tenho determinação e a forma como este processo evolui redobra-me a força e a motivação para me colocar perante os eleitores, perante os fafenses, com humildade, dizendo-lhes que colocarei toda a minha experiência, saber e empenho no desenvolvimento do concelho. Tenho essa vontade, e estou determinado a isso e preparado para fazer este percurso com lisura, com correção, com verdade, com toda a honestidade, com trabalho que são os valores que me orientam.

Notícias de Fafe: Portanto, vai aguardar a decisão da Direcção Nacional do PS?

Antero Barbosa: É só o que tenho de fazer. Entretanto, fruto da forma clara como os órgãos locais se expressaram irei juntar-me ao Secretariado para os auxiliar no trabalho político que se torna necessário fazer desde já. Os próximos passos serão inteirar-me do trabalho político que está feito e ser mais um elemento na equipa e fazer os contactos com aqueles que já foram escolhidos para representar o PS nas freguesias e como disse esperar que tudo se resolva. Há necessidade de haver urgente clarificação, mas isso ultrapassa-me.

Notícias de Fafe: E se o seu nome for vetado, o que vai fazer? Equaciona manter-se como candidato?

Antero Barbosa: Por ora o importante é partir e ir respondendo com firmeza às adversidades que surgirem. As adversidades por vezes fazem-nos percorrer caminhos que antes não imaginávamos. Logo se vê!

publicado por blogmontelongo às 18:00
10
Ago 16

Opinião de Elsa Lima, directora do jornal Notícias de Fafe:

 

Não sou, nunca fui, nem aspiro ser política. E por isso terei alguma dificuldade em perceber a forma como se comportam aqueles que o são e os meandros em que se movem em que o que hoje se diz já não é igual a amanhã, zangam-se e fazem as pazes, com a maior (pelo menos aparente,) facilidade.

A política é dinâmica ouvi dizer recentemente José Ribeiro, aquando da sua campanha para o regresso à concelhia. Na altura afirmava-o a prepósito da posição tomada por Raul Cunha, de apoio ao seu adversário, quando este afirmara que não seria recandidato pelo PS caso José Ribeiro vencesse. Ragindo, José Ribeiro disse que não gostou mas quis entender que fosse apenas um desabafo que poderia não passar disso mesmo, ultrapassavel com o relacionamento político e pessoal entre os dois. Se assim será, não sei. O que é certo é que, regressado de férias, Raul Cunha vem a público esclarecer que há divergências de pensamento político com José Ribeiro, mas que entende reunir condições para levar o mandato na Câmara até ao fim. Não voltou contudo a referir que não ser recandidato do PS com José Ribeiro mas sim que está convencido que o PS não precisa dele como candidato. Disse que também nunca faria uma lista contra o PS. Ou seja, parece que a porta outrora encerrada se abriu um bocadinho para um PS com que Raul Cunha diz estar alinhado a nível nacional e federativo, mas que toca uma 'música' diferente ,em Fafe. Quem terá mais força!?

Tive oportunidade de interpelar esta semana o presidente da Federação de Braga do PS, Joaquim Barreto, sobre o assunto que, esquivando-se à questão, deixou escapar apenas que "estava tudo a correr bem". Contudo, quem ler o artigo de opinião desta semana do PS no Notícias de Fafe, assinado pelo novo líder, José Ribeiro, fica com a ideia de qua a paz estará longe de alcançar e o desaguisado continua. Compromete-se a unir o PS localmente mas apenas com aqueles que o 'queiram' leal e seriamente, tendo como objectivo regressar às novas grandes vitórias ao PS. Com que candidato? E a pergunta do momento?

Raul Cunha classificou esta semana José Ribeiro como sendo "um político profissional astuto que não dá um passo sem uma razão" e que directa ou indirectamente, acabará por estar em cima da mesa, nesta corrida. Destacou na sua análise política aos últimos acontecimentos no PS em Fafe, o regresso de José Ribeiro que, lembrou, tinha abandonado funções partidárias por opção, bem como o apoio declarado de Antero Barbosa que rotulou de 'surpreendente' face aos acontecimentos de 2012. Pelo meio foi lembrando que a família Summavielle continua bem relacionada junto das grandes personalidades socialistas nacionais.

Em que ficamos!? Confusos. Não é para menos. Num jogo em que serão várias as cartas e trunfos em cima da mesa, em que não sabemos quem vai vencer.

 

 

 

publicado por blogmontelongo às 18:00
pesquisar neste blog
 
Contacto
blogmontelongo@sapo.pt
comentários recentes
morar num prédio é lixo!!! leva-se com todos os ba...
e na Trofa, também!
Obrigada "h" pela atenção. Já se corrigiu o erro.
Seria importante que as escolas não encerrassem an...
http://www.scoop.it/t/explore-minho/p/4024462499/2...
Da me a ideia que o senhor anda fugido de fafe. Ma...
Realmente a ligação à ruralidade tem vindo a perde...
Certíssimo caro Luís. Não há nenhuma relação com n...
Daquilo que me apercebi é que este novo blog "roub...
Bom dia AlbertoA minha ideia e manter o blog plura...
Mensagens
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Farmácia de Serivço

blogs SAPO