BLOG MONTELONGO
Olhares para Fafe
13
Jan 18

Opinião de Carlos Rui Abreu, director-adjunto do jornal Notícias de Fafe:

 

     Os últimos meses de 2017 revelaram-nos um novo cenário político em Fafe. Quando se fizer a história da democracia no concelho, o ano que agora findou será sempre estudado como o mais inusitado de todos. Um carrossel de trocas e baldrocas que culminou com um executivo municipal sem maioria absoluta e uma Assembleia Municipal liderada por aqueles que são oposição no executivo.

     Ou seja, tudo é novo para os políticos locais que não estavam habituadas a estas areias movediças na hora de decidir sobre o dia-a-dia dos fafenses.

     Com este cenário, como é óbvio, aumenta a fiscalização ao poder por parte da oposição, o escrutínio é maior e os cuidados de quem governa têm, também de ser redobrados.

     Serve isto para lançar um alerta sobre o que se tem passado nos primeiros dois meses e meio da organização política da Câmara.

     Nunca em tão pouco tempo tinha havido o recurso a tantas reuniões extraordinárias do executivo municipal. Saiba o leitor que, numa reunião extraordinária, se reúne à porta fechada, sem acesso ao público e à comunicação social. A própria oposição fica limitada à discussão dos pontos da reunião e não pode introduizr novos temas.

transparência camara fafe

     No passado, havia a prática de apenas se realizar de forma extraordinária as reuniões sobre a discussão do orçamento. Também aqui levantava algumas dúvidas quanto à eficácia da medida mas sabia-se que era assim.

     Agora não.

     Mas afinal o que querem discutir os políticos da praça, o que quer o presidente da Câmara colocar à análise dos seus pares no executivo que os fafenses não possam saber?

     Não foram os fafenses que elegeram os seus representantes? Não terão os fafenses, através da comunicação social, o direito de saber o que discutem os vereadores?

     O que há para esconder quando se reúne à porta fechada?

     São estas atitudes que adensam a supeição sobre algumas práticas que vão sendo correntes e que, aqui e ali, se vão sabendo em público.

     São os dirigentes políticos actuais que 'patrocinam' estas reuniões sobre o futuro do povo mas às escondidas do povo e que, lá para Abril, andarão de cravo na lapela a dar loas à Liberdade e aos valores da Revolução.

     Um povo esclarecido é um povo informado.

     Nós lutaremos sempre para que os fafenses sejam esclarecidos.



publicado por blogmontelongo às 18:00
06
Jan 18

Opinião de Manuel Barros publicada no jornal Povo de Fafe:

 

     A nossa cidade mantém algum brio na zona central onde estão concentrados os olhares mais atentos talvez com intuitos de chamar a atenção para o turismo de massas que, infelizmente, se mantém de costas voltadas para os nossos encantos... Mas, Fafe não é só meia dúzia de ruas e ruelas, aquelas que têm gozado de primazias e atenções. A cidade periférica também tem a sua história, as suas seduções e presunções que fazem parte de um todo na cumplicidade com a sua toponímia e por isso a exigir ser tratada com os mesmos desvelos e as mesmas considerações.

    Mas o que se vê? A iluminação pública, sujeita eternamente ao abrigo do programa de poupança energética, é demasiado deficiente, a lembrar tempos velhinhos de outrora, sobretudo na época escura de inverno e mais deficiente fica quando fundem lâmpadas e estão eternamente à espera de serem substituídas por negligência e demasiada burocracia da EDP. Mas todas a gente sabe que uma poupança energética não se faz em retirar qualidade de vida às pessoas mas, com outro tipo de equipamento, que, esse sim, compensa em qualidade e é muitíssimo mais económico...

     Por outro lado, há zonas, dentro da mesma periferia da cidade, onde os locais de ajardinamento, em lugar de relva e flores, estão infestados de ervas daninhas, que de longe-a-longe e talvez por vergonhas, são roçadas pelos serviços de jardinagem, para evitar o crescimento selvático daquelas herbáceas.

     Há passeios escaqueirados ou apodrecidos pelo tempo e uso e assim permanecem a testemunhar quedas de alguns peões mais imprevidentes que tropeçamnas irregularidades do piso. Em certos locais desses passeios estão instalados postes de iluminação a contribuir para dificultar o trânsito das pessoas sobretudo daquelas com limitações de locomoção.

passeio Fafe

      Temos ainda algumas casas velhas, sem portas, sem telhados ou sem vidros, a desfeitar toda a estrutura paisagística da nossa cidade... O "histórico" edifício do Royal Center continua quedo e mal cheiroso a criar e engordar ratos e ratazanas...

     A nossa terra é linda e já foi apelidada, com muita honra para todos nós, de sala de visitas do Minho! É certo que, na vertente social, tem havido muitas, mas muitas manifestações atrativas, culturais, desportivas ou mesmo de entretenimento, cuja propalação se tem quedado pela pouca ou nenhuma publicidade. Tantas vezes, somos surpreendidos por coias engraçadas, interessantes, a suscitar aplausos mas, por escassa divulgação, passa-nos ao lado e é pena que assim aconteça. Os próprios jornais da terra são parcos a anunciar os eventos, mas expansivos nos relatos dos mesmos!... É pena que assim aconteça, pois é de crer que tais manifestações teriam outra visibilidade bastante mais atraente...

     Rejeitamos, por bairrismo, que nos digam que Fafe é um buraco, criado pela autoestrada no desvio dos olhares para outras terras e outros feitiços. Temos uma cidade com muitas histórias para contar e gente risonha e acolhedora, temos gastronomia de primeira qualidade, temos excelência... Pena é que as atenções não se voltem mais para explorar todas essas potencialidades com o interesse devido e encaminhadas para fazer desta terraum oásis dinâmico, de encantos e prosperidades.

 



publicado por blogmontelongo às 18:00
30
Dez 17

Foto de Ivo Borges:

 

Fafe Ivo Borges fotografia noite

 



publicado por blogmontelongo às 18:00
27
Dez 17

Natal Fafe

 



publicado por blogmontelongo às 18:00
Temas: ,
comentários recentes
Obrigada "h" pela atenção. Já se corrigiu o erro.
Seria importante que as escolas não encerrassem an...
http://www.scoop.it/t/explore-minho/p/4024462499/2...
Da me a ideia que o senhor anda fugido de fafe. Ma...
Realmente a ligação à ruralidade tem vindo a perde...
Certíssimo caro Luís. Não há nenhuma relação com n...
Daquilo que me apercebi é que este novo blog "roub...
Bom dia AlbertoA minha ideia e manter o blog plura...
Eu faço parte daqueles, que no Verão passado se in...
Teste. Obrigado pelos comentários.
pesquisar neste blog
 




Contacto
blogmontelongo@sapo.pt
Mensagens
Na agenda:


Blog Montelongo


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Farmácia de Serivço




blogs SAPO