BLOG MONTELONGO
Olhares para Fafe
02
Jul 16

Opinião de Vitor Alves, tesoureiro da Comissão Política, PSD Fafe, publicada no jornal Notícias de Fafe:

 

     As freguesias periféricas devem ter um tratamento especial por parte dos Municíios a que pertencem, pois são a porta de entrada, mas também de saída do concelho.

     Nestas freguesias, a mobilidade geográfica interconcelhia é muito elevada pois fazem fronteira com outros concelhos que pode ser mais atrativos para habitarem.

     Falando em particular da minha freguesia, Freguesia de Agrela e Serafão, que se situa no noroeste do concelho de Fafe, fazendo fronteira com o Concelho de Guimarães e com o Concelho da Póvoa de Lanhoso, é com alguma tristeza que vejo a fuga constante da juventude desta freguesia. Esta fuga não é feita apenas para o estrangeiro como apregoa quem nada pretende fazer para resolver o problema.

     Muitos desses jovens fixam-se nos concelhos vizinhos onde existem empregos e mais incentivos à fixação de pessoas.

     Grande parte da juventude identifica-se mais com a Póvoa de Lanhoso do que com Fafe. Fazem compras, divertem-se e trabalham no Concelho da Póvoa de Lanhoso, sendo o risco de se mudarem para o concelho vizinho muito elevado.

     Desta forma, é imperioso que o município de Fafe tenha mais atenção a esta freguesia, nomeadamente no que concerne à fixação e à atração de população jovem para Agrela e Serafão e, consequentemente, para o concelho de Fafe.

     Criar incentivos à construção de habitação própria, por exemplo, compra de terrenos para construção e posterior venda a preços reduzidos aos jovens que queiram morar na freguesia, criação de infraestruturas desportivas, culturais e recreativas, seriam boas medidas. Outras seriam a criação de incentivos à criação de postos de trabalho nesta mesma freguesia.

     A derrama é um imposto controlado pelo município que pode ser usado como política fiscal para a atração e fixação de empresas no concelho. O concelho vizinho (Póvoa de Lanhoso) não cobra derrama, por isso, é compreensível que quando uma empresa se pretende fixar nesta zona opte pela freguesia em que pague menos impostos.

     A criação de um parque industrial, em Agrela e Serafão, seria outra forma de incentivar a fixação de empresas nessa freguesia.

     Claro que ter gente no executivo, com capacidade de influenciar as decisões dos empresários para a fixação das suas unidades produtivas, ajuda muito. Infelizmente, não vislumbro na cúpula do executivo camarário de Fafe ninguém com essa capacidade.

     É muito importante termos políticas para a proteção das pessoas mais idosas, pois a população de Fafe, em geral, e de Ardegão e Serafão, em particular, está a ficar cada vez mais envelhecida, mas mais importante que isso é criar políticas para a população mais jovem, pois se fixarmos os jovens poderemos travar esse envelhecimento e aumentarmos a nossa população ativa.


publicado por blogmontelongo às 18:00
comentários recentes
Obrigada "h" pela atenção. Já se corrigiu o erro.
Seria importante que as escolas não encerrassem an...
http://www.scoop.it/t/explore-minho/p/4024462499/2...
Da me a ideia que o senhor anda fugido de fafe. Ma...
Realmente a ligação à ruralidade tem vindo a perde...
Certíssimo caro Luís. Não há nenhuma relação com n...
Daquilo que me apercebi é que este novo blog "roub...
Bom dia AlbertoA minha ideia e manter o blog plura...
Eu faço parte daqueles, que no Verão passado se in...
Teste. Obrigado pelos comentários.
pesquisar neste blog
 




Contacto
blogmontelongo@sapo.pt
Mensagens
Na agenda:


Blog Montelongo


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Farmácia de Serivço




blogs SAPO