BLOG MONTELONGO
Olhares para Fafe
06
Dez 17

Opinião de Ribeiro Cardoso, diretor do jornal Povo de Fafe:

 

     O actual cenário político em Fafe está a merecer uma análise objectiva e isenta de paixões ou colagens, até porque para unir o que conta é o interesse do partido em questão. E esta crise política bem patente e elucidativa com as últimas eleições autárquicas veio, quiçá, enfraquecer para os próximos tempos uma força política de antigas maiorias absolutas, o Partido Socialista, que nunca mais as alcançou e, nomeadamente, pela divisão interna entre camaradas da mesma Família, em que o poder é, por vezes, uma obsessão incontrolável.

     Só que agora já há dois candidatos à liderança do PS em Fafe, Daniel Bastos e Salgado Santos, e ambos pregam a união e a solidariedade entre todos os socialistas, o que só lhes fica bem. Mas o mais difícil é transpor para a realidade política essas louváveis intenções que, em meu entender, não passam disso mesmo e da expressão fidedigna de princípios e valores em que os dois acreditam sem vacilações.

     Todavia, na Conferência de Imprensa do candidato Salgado Santos, resultou pelas suas palavras, que em Fafe "só há um PS e não o de Fafe e o de Lisboa", ficando-se a saber que o Conselho de Jurisdição do Partido Socialista vai apreciar juridicamente se os filiados no PS que integraram o Movimento "Fafe Sempre" ou a Secção de Fafe do Partido vão ou não ser expulsos, por terem concorrido na últimas Autárquicas numa Lista contra o PS. Não sei qual virá a ser o veredicto final, mas se a expulsão se consumar então cao o "Carmo e a Trindade" e a ruptura será praticamente definitiva. E se isso acontecer, provavelmente ainda se adensa mais o espírito de Oposição à Câmara do PS, liderada por Raul Cunha, que, em breve, já irá ter o primeiro teste, a aprovação ou não do Orçamento para 2018.

     Seja como for, o ideal seria que o PS voltasse às suas origens de convivência fraterna e solidária entre todos os militantes, senão cairá sobre o partido uma nuvem negra que jamais se apagará da sua memória.

     É certo que a procissão ainda vai no adro, mas se os socialistas derem as mãos comungando nos mesmos sentimentos de fidelidade ao Partido e à sua História estou certo que regressará a paz, a concórdia e a conciliação, com respeito mútuo e tolerância democrática.

     Para bem do PS, do Município e dos Fafenses em geral.



publicado por blogmontelongo às 18:00
comentários recentes
Obrigada "h" pela atenção. Já se corrigiu o erro.
Seria importante que as escolas não encerrassem an...
http://www.scoop.it/t/explore-minho/p/4024462499/2...
Da me a ideia que o senhor anda fugido de fafe. Ma...
Realmente a ligação à ruralidade tem vindo a perde...
Certíssimo caro Luís. Não há nenhuma relação com n...
Daquilo que me apercebi é que este novo blog "roub...
Bom dia AlbertoA minha ideia e manter o blog plura...
Eu faço parte daqueles, que no Verão passado se in...
Teste. Obrigado pelos comentários.
pesquisar neste blog
 




Contacto
blogmontelongo@sapo.pt
Mensagens
Na agenda:


Blog Montelongo


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Farmácia de Serivço




blogs SAPO